capa do livro

Forças Militares no Brasil Colonial

Corpos de Auxiliares e de Ordenanças na Segunda Metade do Século XVIII

Christiane Figueiredo Pagano de Mello

Embora reconhecidas como instituições de grande relevância na sociedade colonial por historiadores como Caio Prado Junior, Raymundo Faoro e Nelson Werneck Sodré, a bibliografia dedicada às organizações militares do Brasil colonial é quase inexistente.

Esse livro visa contribuir para uma melhor compreensão dos Corpos de Auxiliares e de Ordenanças, apresentando o funcionamento desses grupamentos nas Capitanias do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais na segunda metade do século XVIII, quando estas constituíam o centro político-administrativo-militar do Império Português na América. Sob o comando do vice-rei, as três capitanias formaram um conjunto que atuava em intensa articulação militar para a defesa das regiões ao extremo sul do Estado do Brasil, com ampla participação dos Auxiliares e Ordenanças.

Delegar a defesa militar aos próprios habitantes representava um aumento significativo do tamanho da força militar mobilizável e era considerado um fator de extrema relevância, realçado no texto das Instruções Militares emitidas pela Coroa naquele período. A importância dos Corpos de Auxiliares e de Ordenanças transformou-os em centros de poder local, que se constituíram em uma via privilegiada de contato entre o poder central e as comunidades locais. A autora valoriza as relações entre esses entes assimétricos, mantendo em perspectiva que é a relação de interdependência que completa o sentido e o significado dos dois níveis de poder, central e local.

Veja também

capa do livro

O Cerne da Discórdia

A Guerra do Paraguai e o Núcleo Profissional do Exército

Vitor Izecksohn

capa do livro

Trajetórias docentes

Professores de História narram suas histórias na profissão

Everardo Paiva de Andrade e Marcos Pinheiro Barreto (orgs.)

capa do livro

Caminhos da Soberania Nacional (2ª edição)

Os Comunistas e a Criação da Petrobras

Lincoln de Abreu Penna

capa do livro

Peter Wilhelm Lund

O naturalista que revelou ao mundo a pré-história brasileira

Ana Paula Almeida Marchesotti

capa do livro

O pai do futurismo no país do futuro

As viagens de Marinetti ao Brasil em 1926 e 1936

Orlando de Barros