capa do livro

O Ensino à Distância na formação em Serviço Social

Análise de uma década

Andréa Araújo do Vale e Larissa Dahmer Pereira (orgs.)

o

Esta coletânea tem como eixo temático a análise do ensino superior brasileiro e a formação profissional em Serviço Social. Reunindo pesquisadoras de Programas de Pós-Graduação das áreas de Educação e Serviço Social, vincula-se às duas grandes linhas de pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Serviço Social e Desenvolvimento Regional da Universidade Federal Fluminense (PPGSSDR/UFF): (i) Desenvolvimento Capitalista e Formação Social Brasileira; (ii) Serviço Social, Políticas Públicas e Formação Profissional.

A obra é resultado parcial, pois, da interlocução entre pesquisadoras e seus grupos de pesquisa, cujo primeiro momento ocorreu de forma presencial, por meio de palestras e uma mesa-redonda desenvolvida no I Seminário Nacional sobre Formação em Serviço Social e EaD: Análise de uma Década, organizado no Programa de Pós-Graduação em Serviço Social e Desenvolvimento Regional da Universidade Federal Fluminense, em Niterói, de 5 a 7 de dezembro de 2017. Nesse evento, tivemos a rica oportunidade de trocar pesquisas, ideias e questões, que nos possibilitaram apreender o significado do processo expansionista do ensino superior brasileiro e o uso do Ensino a Distância (EaD) como parte desse processo. Cabe destacar que as análises buscaram apreender a lógica de mercantilização que atravessa o ensino superior brasileiro e por quê o EaD vem sendo utilizado de forma progressiva, especialmente no setor privado. É fundamental salientar que não se trata de uma crítica, portanto, à modalidade de ensino em si e muito menos aos sujeitos trabalhadores que a compõem (docentes, tutores e discentes), mas como esta vem sendo utilizada para ampliar lucros e debilitar o processo formativo de inúmeros (futuros) profissionais.

Tal debate, pois, é essencial para possibilitar a reflexão sobre os impactos de tal processo na formação em Serviço Social, indicando-nos a necessidade de, após mais de uma década da oferta de cursos na modalidade de EaD na área do Serviço Social, aprofundar e conhecer como vem se desenvolvendo a formação em tal modalidade, as condições da formação de tais profissionais e, sobretudo, qual é o perfil de egresso que vem se constituindo com base em tal modalidade de ensino, o que traz profundas implicações não só para a formação, mas também, e fundamentalmente, para o trabalho profissional. Implicações essas que se relacionam com a ausência do tripé ensino, pesquisa e extensão, problemas graves relacionados ao estágio supervisionado em Serviço Social e à própria forma como os discentes realizam tal graduação na referida modalidade: com pouca ou nenhuma interação entre pares e docentes de diferentes posições, enfim, sem ter um rico debate e vivência acadêmica, dadas as próprias condições da modalidade ser à distância.

Veja também

capa do livro

Vivências e Docência

Impactos na formação individual e na prática docente

Maria Auxiliadora Negreiros de Figueiredo Nery

capa do livro

De rodas, varejeiras e outros jeitos de aprender e ensinar

Elizabeth Tunes, Zoia Prestes e Roberto Bartholo (orgs.)

capa do livro

Comunicação, linguagem e análise do discurso

Notas do Seminário de Oratória

Antônio Augusto Braighi (org.)

capa do livro

As ações do Pibid da UFRRJ

Pesquisa e Ensino na Baixada Fluminense

Rosa Maria Marcos Mendes e Jean Rodrigues Sales (orgs.)