capa do livro

Divulgação científica

faces em reflexão

Mario Newman de Queiroz (org)

A divulgação científica é pensada contemporaneamente como parte do trabalho da ciência. Infelizmente, ela é, na maioria das universidades e dos centros de pesquisa do Brasil, relegada a um plano secundário, quando não é inteiramente negligenciada. Assim, muito do que se produz em conhecimento científico no país é desconhecido fora de pequenos círculos. Por falta de visibilidade de sua produção, a população acaba por desconhecer a importância do investimento público em pesquisa nessas universidades e centros.

Pesquisadores e cientistas têm uma afinidade profunda com os grandes artistas e poetas, a de perseguir os sonhos e construir no intangível a morada de seus esforços criativos. À divulgação científica cabe trazer ao público o resultado desses trabalhos, dando-lhes concretude aos olhos dos leigos. Mas não apenas os resultados, por vezes tão demorados, das pesquisas; cabe à divulgação científica promover a informação sobre o próprio fazer das ciências na descrição de seu cotidiano, sobre a importância dos cientistas na transformação da sociedade e do ambiente ao redor, bem como estimular a formação de novas gerações de cientistas.

Ao atrair a atenção do público para as diversas áreas da ciência, a divulgação científica lança mão daquilo que, por muito tempo e sob variados aspectos, a ciência pareceu querer ocultar, o maravilhamento diante do mundo e da construção do conhecimento científico. O material que reunimos neste livro provém de reflexões sobre a divulgação científica a partir de diferentes áreas: da comunicação, da biologia, da área de saúde, da medicina veterinária, de letras e da história. Em nome de todos os autores, esperamos que nossas modestas contribuições ajudem no esforço de fortalecer a percepção sobre a importância da divulgação científica.

Boa leitura!

Mario Newman de Queiroz

Os primeiros 25 anos de Superinteressante: análise da trajetória na divulgação de ciência

Veja também

capa do livro

Corpos, imaginários e afetos nas narrativas do eu

Denise da Costa Oliveira Siqueira (org.)

capa do livro

Ensaio sobre a pergunta

Uma teoria da prática jornalistica

Maria Luiza Franco Busse

capa do livro

Construção da abordagem das capabilidades

A economia ética, plural, tolerante e democrática do economista-filósofo Amartya Kumar Sen

Carlos José Saldanha Machado

capa do livro

Políticas periféricas para um design responsável

Beatriz Russo e Lilyan Berlim (orgs.)