capa do livro

Comunicação e Sociedade

Cultura, Informação e Espaço Público

Lavina Madeira Ribeiro


"A emergência da imprensa e de seu respectivo público fornece elementos novos para uma mudança no perfil institucional da informação, até então somente reconhecida nos padrões das correspondências privadas. Mudança esta que se apóia, em grande parte, em atributos originários das primeiras configurações da informação, já identificados neste trabalho. A notícia é uma criação histórica específica dos contextos urbanos em formação nas sociedades européias. A grande descoberta dos seus produtores não foi apenas o fato dela ser possível de comercialização, mas, sobretudo, dela ser necessária como ponto de referência para as práticas, iniciativas e julgamentos dos habitantes destes contextos urbanos. A notícia se institucionaliza como bem público porque é essencialmente uma fonte de referência genérica de procedimentos e normatizações a serem reconhecidos e assimilados por todos os indivíduos no curso de suas atividades e reflexões cotidianas. É no espaço específico do fornecimento desta referencialidade cotidiana que a notícia consolida a sua legitimidade institucional."

 

Veja também

capa do livro

Cibercidade

As cidades na cibercultura

André Lemos (org.)

capa do livro

Matrix e a administração transpessoal

Julio Francisco Dantas de Rezende

capa do livro

Comunicação, Cultura e Consumo

A (des)construção do espetáculo contemporâneo

João Freire Filho e Micael Herschmann (org.)

capa do livro

Prazeres Digitais

Computadores, Entretenimento e Sociabilidade

Simone Pereira de Sá e Ana Lucia Enne