capa do livro

MP3

Música, Comunicação e Cultura

Clóvis Ricardo Montenegro de Lima e Rose Marie Santini de Oliveira


Este livro resulta de uma longa investigação e de algumas reflexões a partir das relações entre a música, a comunicação e as formações culturais. Aqui se usa a música como expressão artística da razão e da sensibilidade das pessoas, a partir da qual se cria a cultura musical. A música cumpre, ao mesmo tempo, as funções de linguagem e de signo, que expressa e simboliza acontecimentos particulares de cada sociedade.

Esta investigação foi iniciada no primeiro semestre de 2002, quando percebemos que as mudanças na música e na cultura musical eram muito mais profundas do que uma “crise da indústria fonográfica”. A partir daí, iniciamos um trabalho permanente de coleta e arquivo de reportagens e de documentos relacionados à produção, difusão e consumo de música na era da Internet. Na primavera de 2002, formam compostas e gravadas as músicas que estão no CD.

Em meados de 2004, Rose Marie apresentou sua Dissertação de Mestrado em Comunicação na Universidade Estadual do Rio de Janeiro: “Admirável chip novo: a música na Era da Internet”. A dissertação foi orientada pelo antropólogo Dr. Hugo Lovisolo. Nessa dissertação foram organizados os principais acontecimentos desse processo de mudança em torno das categorias produção, difusão e uso da informação.

Em meados de 2005 Clóvis apresentou a monografia “Música, comunicação e cultura – MP3 e as novas tecnologias de produção e registro”, como parte do concurso público para professor adjunto do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Federal de Santa Catarina, no qual foi aprovado. Esta monografia faz outros recortes dos mesmos acontecimentos, pensando as relações entre arte, técnica e produção de música; registro, reprodução e difusão de música; e comunicação, fluxos e cultura da música.

Os três capítulos deste livro foram apresentados sob a forma de artigos: um no III Seminário Internacional Latino Americano de Pesquisa da Comunicação, realizado em São Paulo em maio de 2005, e dois no V Encontro Latino de Economia Política da Informação, Comunicação e Cultura, realizado em Salvador (BA) em novembro de 2005. Este livro é declaração de amizade pela música, no contexto das mudanças tecnológicas e sociais que acontecem a partir de computador, Internet, ipod, celular e outras ferramentas digitais.

São as relações da cultura com a história da música e da comunicação que interessam aqui. Os meios de comunicação mudam, incorporando novas tecnologias, e isso resulta numa composição sempre diferente e cultura, tanto no sentido de valores de uma sociedade quanto no sentido de criação artística. A cultura da música sofre os efeitos das mudanças nas tecnologias de registro e de difusão do som.

Lévy (1993) adverte que nos falta recuo para avaliar de forma plena todas as conseqüências das mutações tecnológicas sobre a produção e a economia da música atual, sobre as práticas musicais e a aparição de novos gêneros. Cabe mencionar que a maior parte dos observadores estão de acordo quanto a ver na emergência dos instrumentos e dos meios eletrônicos e digitais uma ruptura comparável à da invenção da notação ou a do surgimento do disco de vinil. (...)

Este trabalho sugere muitas possibilidades de investigação e de reflexão para quem quer observar e pensar as relações atuais entre as tecnologias da comunicação e as formas da cultura. Estamos apenas iniciando o uso intenso das novas tecnologias de registro e de difusão da música. A plasticidade do arquivo digital sonoro está extremamente longe dos modos modernos de gravação e de edição. As possibilidades de uso dessa plasticidade são ilimitadas.

Veja também

capa do livro

Admirável Chip Novo

A música na Era da Internet

Rose Marie Santini

capa do livro

O Samba em Rede

Comunidades virtuais, dinâmicas identitárias e carnaval carioca

Simone Pereira de Sá

capa do livro

Produção colaborativa na sociedade da informação

Clóvis Ricardo Montenegro de Lima e Rose Marie Santini

capa do livro

Comunicação, Cultura e Consumo

A (des)construção do espetáculo contemporâneo

João Freire Filho e Micael Herschmann (org.)

capa do livro

Cibercidade 2: Ciberurbe

A cidade na sociedade da informação

André Lemos (org.)