capa do livro

Jairo Ferreira (Org.)

Dulcemar Costa
Mestre em Comunicação pela UFMG; pós-graduada em Comunicação e Gestão Empresarial pela PUC/MG; jornalista pela UFMG; sócia-fundadora da BH Press, onde é a responsável pela coordenação do atendimento a demandas de empresas como Samarco, Gerdau Açominas, Holcim e Grupo Belgo Arcelor Mittal. Professora dos cursos de especialização em Comunicação da PUC Minas, Centro Universitário do Leste de Minas Gerais e Escola do Legislativo de Minas Gerais, é pesquisadora da Comunicação das organizações, com especial interesse no tema da responsabilidade social das organizações.
dulcemar@bhpress.com.br


Eduardo A. Vizer
Professor Visitante no PPGCOM-UFRGS; bacharel na UBA e doutor em Sociologia. Professor Titular Regular da disciplina Promoção Comunitária e Comunicação Comunitária. Coordenador do projeto e fundador do curso de Ciências da Comunicação na Universidade de Buenos Aires. Coordenador de Epistemologia e Teoria do Conhecimento: mestre em Estudos Sociais e Culturais, Universidade Nacional da Pampa. Avaliador de Pós-graduações CONEAU, da Universidade de Massachussets (UMASS).
Consultorias: International Council for Canadian Studies, Human Resources Development Canada (HRDC), Canada-Fulbright Program “International Mobility in Higher Education Program” (IMHEP), Ottawa. Secretaria de Ciência e Técnica da Nação (SECYT) Plano Nacional de Ciência e Tecnologia. Ex-Fulbright Fellow (EUA), bolsista Internationes (Berlin), ICCS (Ottawa, Canadá); e professor visitante PPG em Comunicação, Unisinos, (Capes) Brasil. Membro Internacional da Board of Editors de Psychline (Chicago) e Cyberlegenda (Universidade Fluminense, Rio de Janeiro).
evizer@yahoo.com


Fernando Andacht
Doutor em Comunicação e Informação, UFRGS; professor associado no Departamento de Comunicação da Universidade de Ottawa; professor colaborador no Programa de Mestrado em Comunicação e Linguagens, Universidade Tuiuti de Paraná (UTP). Pesquisador do CNPq.
Publicações: Le discret charme des hyper-rituels culinaires dans Big Brother Brasil, (In: Scènes gourmandes: Rencontres Biennale Internationale des Arts Culinaires, 2006); Violencia mítica y legitimidad social (De Signis, 2006); Elementos semióticos para abordar la comunicación indicial de cada día (In: Semióticas Audiovisuales “La reflexividad mediática en el género indicial documental”, 2005); La reflexividad mediática en el género indicial documental (Enl@ce: Revista Venezolana de Informacion, Tecnologia y Conocimiento, 2005); O mal como esse obscuro objeto de desejo: a representação do crime nos programas Linha Direta e Ciudad Oculta (Ecos. Revista da Escola de Comunicação Social, 2005); Uma proposta analítica da imagen da celebridade na mídia (Revista Tecnología e Sociedade, 2005); Fight, love and tears: an analysis of the reception of Big Brother in Latin America (In: Big Brother International, 2004).
fandacht@uottawa.ca


Francisco José Paoliello Pimenta
Possui graduação em Comunicação Social pela Universidade Federal de Juiz de Fora (1981); mestrado em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1987) e doutorado em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, sendo um ano como pesquisador CNPq na Tisch School of the Arts da New York University (1993). Foi jornalista dos Diários Associados, revista Manchete, Agência Estado e Jornal da Tarde e tradutor. Atualmente é professor associado da Universidade Federal de Juiz de Fora. Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Comunicação Visual, atuando principalmente nos seguintes temas: Comunicação, Semiótica, Hipermídia, Ativismo Global e Multimeios.
paoliello@acessa.com


Francisco Rüdiger
Mestre em Filosofia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e doutor em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo. Leciona na Universidade Federal e na Faculdade de Comunicação da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Seus últimos livros são Martin Heidegger e a Questão da Técnica e Introdução às teorias da cibercultura, ambos publicados pela Sulina (Porto Alegre, 2006, 2004).
frudiger@pucrs.br


Irene Machado
Doutora em Letras pela Universidade de São Paulo; mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP. Fundadora da Associação Brasileira de Estudos Semiótiocos (2001-2003). Idealizadora do Projeto e Editora Científica de Galáxia. Revista Transdisciplinar de Comunicação. Semiótica. Cultura (2001-2004). Coordenadora do projeto CNPq: Semiosfera: Espaços Semióticos Compartilhados. Autora, dentre outros, de Analogia do dissimilar. Bakhtin e o formalismo russo (1985); O romance e a voz. A prosaica dialógica de Mikhail Bakhtin (1994); Escola de semiótica. A experiência de Tártu-Moscou para os estudos da cultura. Foi professora de Semiótica da Cultura no PEPG de Comunicação e Semiótica da PUC-SP (1998-2005). Desenvolve e orienta pesquisas sobre as linguagens da comunicação a partir dos pressupostos da semiótica da cultura.
irenearm@eca.usp.br


Jairo Ferreira
Professor adjunto no Programa de Pós-graduação em Ciências da Comunicação da Unisinos. Atua principalmente nos seguintes temas: Epistemologia, Mediatização, Dispositivos, Campos das Mídias e Circulação. É integrante de comitê gestor de rede temática de investigações sobre mediatização na América Latina, com pesquisadores do Brasil, Argentina, Uruguai e Colômbia. Publicou 29 artigos em periódicos especializados no Brasil e no exterior, e participou de 27 eventos nacionais e internacionais na área da comunicação. Formado em Jornalismo (UFRGS, 1982) e Ciências Econômicas (UFRGS, 1992), é mestre em Sociologia (UFRGS, 1997) e doutor em Informática na Educação (UFRGS, 2002), com sanduíche nos Arquivos Jean Piaget e na Unidade de Tecnologias Educacionais da School of Psychology and Education, University of Geneva (2000). Coordenou o GT de Epistemologia da Compós entre 2004-2006.
jferreira@unisinos.br


José Luiz Braga
Professor e pesquisador no Programa de Pós-graduação em Comunicação da Unisinos (RS) desde 1999, tendo coordenado o Programa de 2002 a 2004. Doutor em Comunicação pela Université de Paris II, Institut Français de Presse (1984). Foi pesquisador em TV Educativa no Instituto de Pesquisas Espaciais (Projeto Saci). Foi professor no Departamento de Comunicação da Universidade Federal da Paraíba (UFPB – 1978-87) e da Universidade de Brasília (UnB – 1987-99), tendo sido, nesta última, diretor da Faculdade de Comunicação. Foi Presidente da Compós (Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Comunicação) na gestão 1993-95. É autor de A sociedade enfrenta sua mídia – dispositivos sociais de crítica midiática (Paulus, São Paulo, 2006) e de outros livros e artigos acadêmicos na área da Comunicação.
jlbraga@unisinos.br


Lucrécia D’Alessio Ferrara
Professora e pesquisadora, nasceu em Lins (SP), atualmente é professora do Programa de Pós-graduação em Comunicação e Semiótica (PUC-SP). Doutora em Literatura Brasileira pela Faculdade Sedes Sapientiae (PUC-SP), livre-docente em Desenho Industrial pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (USP), coordenadora do Departamento de Artes da Faculdade de Comunicação e Filosofia (PUC-SP) no período de 1967-1977, coordenadora do Programa de Pós-graduação em Teoria Literária e, desde 1978, Comunicação e Semiótica (PUC-SP) no período de 1970-1984; representante da área de Comunicação e Artes junto à Capes (1885-1987); presidente da Comissão de Pós-graduação da FAU/USP no período de 1989-1991; coordenadora do Grupo de Pesquisa Espaço/Visualidade-Comunicação/Cultura (ESPACC) credenciado junto ao CNPq; assessora da Capes, CNPq, Finep, Fapesp.
Pesquisa atual: Espaço e Cultura: Processos Comunicativos e Sistemas Semióticos, desenvolvido com o apoio do CNPq, através de Bolsa de Produtividade Científica.
Principais trabalhos publicados: A Estratégia dos Signos (Perspectiva, 1981), Leitura sem Palavras (Ática, 1986), Ver-A-Cidade ( Nobel, 1988), Olhar Periférico: informação, linguagem, percepção ambiental (Edusp/Fapesp, 1993), Os Significados Urbanos (Edusp/Fapesp, 2000), Design em Espaços (Rosari, 2002), além de capítulos de livros e artigos publicados em periódicos científicos.
ldferrara@hotmail.com


Marco Toledo de Assis Bastos
Mestre em Ciências da Comunicação, com ênfase em Teoria da Comunicação e Cibercultura. É pesquisador do Núcleo de Estudos Filosóficos da Comunicação e doutorando na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, com bolsa FAPESP. Seu trabalho mais recente é Notes for an Epistemology of Cyberspace.
herrcafe@gmail.com


Maria do Carmo Reis
PhD em Business Studies & Industrial Relations pela Warwick ­Business School, Warwick University, Inglaterra; mestre em Administração pelo CEPEAD/UFMG; especialista em Comunicação Comunitária e Rural pelo CECOSNE/UFPe e bacharel em Comunicação Social/Relações Públicas. É docente do quadro do Departamento de Comunicação Social da Universidade Federal de Minas Gerais e integrante do Programa de Pós-graduação <stricto sensu< em Comunicação da UFMG. É membro fundador da ABRAPCORP – Associação Brasileira dos Pesquisadores em Comunicação Organizacional e Relações Públicas; leciona, pesquisa e publica na área de Comunicação das organizações.
mariadocarmo.reis@gmail.com


Maria Eduarda da Mota Rocha
Professora do Programa de Pós-graduação em Sociologia da Universidade Federal de Pernambuco. É mestre e doutora em Sociologia da Comunicação pela UFPe e também egressa do Programa de Formação de Quadros do CEBRAP. Publicou, entre outros, O consumo precário: pobreza e cultura de consumo em São Miguel dos Milagres (Edufal, 2002).
me.rocha@uol.com.br


Michael Hanke
Mestrado em 1984 (Bonn, Alemanha) e livre-docente em 1998 em Ciências da Comunicação (Essen, Alemanha); doutor em Semiótica em 1990 (Essen, Alemanha); Pós-doutorado entre 1991 e 1993 (Siegen, Alemanha). Professor adjunto da UFMG, Belo Horizonte. Atualmente é professor visitante da Universidade Bauhaus de Weimar (Alemanha), onde desenvolve pesquisa sobre a Teoria da Media e Comunicação de Vilém Flusser. Pesquisador do CNPq.
michaelhankebeaga@yahoo.com.br


Ulrike Schröder
Doutora em Comunicação Social – Universität Essen-Gesamthochschule (2003) – e mestre em Comunicação Social, Germanística, Psicologia – Universität Essen-Gesamthochschule (1999). Atua como professora adjunta na Universidade Federal de Minas Gerais, Faculdade de Letras. Autora de Liebe als sprachliches Konstrukt. Eine kulturvergleichende Studie zwischen deutschen und brasilianischen Studenten (2004) e de Brasilianische und deutsche Wirklichkeiten. Eine vergleichende Fallstudie zu kommunikativ erzeugten Sinnwelten (2003). Além disso, publicou vários artigos e capítulos de livros na área de Comunicação e Lingüística, com ênfase em Língua Alemã, Inter-Relação entre Linguagem, Cognição e Cultura, Teoria da Comunicação e Estudos Interculturais. Nas pesquisas atuais, atua nos seguintes temas: Conceitos de Linguagem numa Perspectiva Intercultural, Estilos Comunicativos, Cognição e Cultura, Teoria Cognitiva da Metáfora.
schroederulrike@gmx.com



Veja também

capa do livro

Ontem, Hoje e Sempre

Maria Lúcia Gomes de Matos

capa do livro

O Rio de Janeiro dos imigrantes

Páginas de uma cidade de muitos povos

Camila Escudero

capa do livro

Efeito e Recepção

A interpretação do processo receptivo em duas tradições de investigação sobre os media

Itania Maria Mota Gomes

capa do livro

Comunicação escrita

A busca do texto objetivo

Maria Clara Jorgewich Cohen

capa do livro

Aumenta que isso aí é Rock and Roll

Mídia, Gênero Musical e Identidade

Jeder Janotti Jr

capa do livro

Etnografia e consumo midiático

Novas tendências e desafios metodológicos

Bruno Campanella e Carla Barros (orgs.)