capa do livro

Ângela Marques, Caio Túlio Costa, Cláudio Novaes Pinto Coelho et al.

André Lemos
Doutor em Sociologia pela Université René Descartes, Paris V, Sorbonne e pós-doutor pela University of Alberta e McGill University, Canadá, 2007-2008. Atualmente, é professor associado 1 da Faculdade de Comunicação da UFBa. Pesquisador 1B do CNPq e consultor da Fapesp, CNPq e Capes. Coordenador do grupo de pesquisa em Cibercidade (GPC), credenciado pelo CNPq. Autor de diversos livros e artigos nacionais e internacionais sobre cibercultura, entre os quais Cultura das Redes. Ciberensaios para o século XXI (Edufba, 2002) e Cibercultura. Tecnologia e vida social na cultura contemporânea (Sulina/Meridional, 2002).

Ângela Cristina Salgueiro Marques
Doutora em Comunicação Social pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com estágio pós-doutoral junto ao Groupe de Recherche sur les Enejeux de la Communication (Gresec), da Université Stendhal. Professora do programa de pós-graduação em Comunicação Social da Faculdade Cásper Líbero, onde participa do grupo de pesquisa Capital Social, Redes e Processos Políticos. Organizou e traduziu os textos que integram a obra A deliberação pública e suas dimensões sociais, políticas e comunicativas (Autêntica, 2009). Estuda questões ligadas à deliberação pública, participação cívica de atores subalternos, formação de esferas públicas políticas, com destaque para políticas públicas e cidadania; reconhecimento social e processos deliberativos.

Caio Túlio Costa
Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo e professor adjunto de Ética Jornalística na Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo. Jornalista, consultor de novas mídias e executivo da indústria da comunicação (primeiro ombudsman da Folha de S. Paulo, fundador e ex-diretor geral do UOL, ex-presidente do iG), tem entre suas principais publicações Ética, jornalismo e nova mídia (Zahar, 2009) e Ombudsman: o relógio de Pascal (Geração Editorial, 2006).

Carlos Roberto da Costa
Doutor em Ciências da Comunicação no Núcleo de Jornalismo e Linguagem da Escola de Comunicações e Artes da USP, licenciado em Filosofia e Teologia, Carlos Costa é jornalista formado pela Cásper Líbero. Dirigiu as revistas Playboy, Quatro Rodas e Elle e a Editorial Primavera, do Grupo Abril, em Buenos Aires. Editor da revista Diálogos&Debates, da Escola Paulista da Magistratura, e Getulio, do programa FGLaw, da FGV. É coordenador do Curso de Jornalismo da Faculdade Cásper Líbero, e leciona História da Comunicação na graduação e A Televisão (e outras mídias) como Objeto da Crítica e Jornalismo em Revista no programa de pós-graduação (lato sensu).

Cláudio Novaes Pinto Coelho
Doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo, mestre em Antropologia Social pela Universidade Estadual de Campinas. Professor do programa de pós-graduação em Comunicação da Faculdade Cásper Líbero e coordenador do grupo de pesquisa Comunicação e Sociedade do Espetáculo. Entre suas principais publicações, merecem destaque: Publicidade: é possível escapar? (Paulus, 2004) e Comunicação e Sociedade do Espetáculo (Paulus, 2006). Seus atuais interesses de pesquisa envolvem a espetacularização da comunicação e da sociedade contemporânea e a teoria crítica da comunicação.

Dimas A. Künsch
Doutor em Ciências da Comunicação pela USP e professor de graduação e pós-graduação na Faculdade Cásper Líbero, coordena o programa de pós-graduação em Comunicação da mesma instituição, na qual lidera o grupo de pesquisa Comunicação, jornalismo e epistemologia da compreensão. Seus temas atuais de pesquisa são o pensamento da complexidade e da com­preensão, teoria e epistemologia da comunicação, jornalismo, complexidade e compreensão, narrativas, crítica ao positivismo, entre outros.

Dulcilia Helena Schroeder Buitoni
Livre-docente em Jornalismo (1986) pela ECA-USP, mestre e doutora em Teo­ria Literária pela FFLCH-USP. Professora de pós-graduação da ECA-USP (1981-2006). Professora visitante na Universidad Autónoma de Barcelona (1993 e 2000). Professora do programa de mestrado da Faculdade Cásper Líbero e coordenadora do grupo de pesquisa Comunicação e Cultura ­Visual. Principais publicações: Mulher de papel (Summus, 2009) e De volta ao quintal mágico (Ágora, 2006). Interesses de pesquisa: imagem no jornalismo, imagem midiática, documentário, narrativa, jornalismo e estudos de gênero, jornalismo e educação.

Elizabeth Saad Corrêa
Professora titular do Departamento de Jornalismo da ECA-USP. Doutora em Ciências de Comunicação pela ECA-USP, mestre e graduada em Administração de Empresas pela FEA-USP. Professora e orientadora do programa de pós-graduação em Ciências da Comunicação da ECA-USP e coordenadora do grupo de pesquisa COM+. Coordenadora do curso de especialização lato sensu em comunicação e mídias digitais da ECA-USP: o Digicorp. Autora do livro Estratégias 2.0 para a mídia digital: internet, informação e comunicação (Senac/SP, 2008), coautora do blog Intermezzo (www.imezzo.wordpress.com).

Eugênio Bucci
Jornalista, é professor-doutor da Escola de Comunicações e Artes (ECA), da Universidade de São Paulo (USP). Integra o conselho curador da Fundação Padre Anchieta e o conselho editorial da revista Interesse Nacional. Publicou, entre outros livros, Em Brasília, 19 horas (Record, 2008) e A imprensa e o dever da liberdade (Contexto, 2009).

Heloiza Helena Gomes de Matos
Doutora em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP). Realizou estágio pós-doutoral junto ao Groupe de Recherche sur les Enjeux de la Communication(Gresec), Université Stendhal, Grenoble III. Atualmente é docente do quadro permanente do programa de pós-graduação da Faculdade Cásper Líbero e coordena o grupo de pesquisa Capital Social, Tecnologia e Processos Políticos. Seus atuais interesses de pesquisa estão ligados às seguintes temáticas: teoria da opinião pública, capital social e engajamento cívico, comunicação pública e organizacional e processos de constituição da cidadania.

José Eugenio de O. Menezes
Graduado em Jornalismo e Filosofia. Doutor em Ciências da Comunicação pela USP. Docente da Cásper Líbero, onde integra o grupo de pesquisa Comunicação e Cultura do Ouvir. Um dos organizadores de Os símbolos vivem mais que os homens (2006) e autor de Rádio e Cidade. Vínculos Sonoros (2007). Dedica-se ao estudo de temas relacionados a comunicação, cultura do ouvir, rádio, áudio, teoria da comunicação, escalada da abstração, narrativa e jornalismo.

Laan Mendes de Barros
Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo, com estágio pós-doutoral na Université Stendhal – Grenoble 3, na França. Atualmente, é professor titular da Faculdade Cásper Líbero, onde atua na docência e na pesquisa na graduação e na pós-graduação. Na educação superior, atua no ensino e na pesquisa em Comunicação Social, com ênfase em Teoria da Comunicação e Metodologia da Pesquisa, trabalhando principalmente com os seguintes temas: epistemologia e teoria da comunicação, comunicação e cultura, estudos de recepção e música e mídia.

Liráucio Girardi Júnior
Doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo (2004). Autor do livro Pierre Bourdieu: questões de sociologia e comunicação. Pesquisador associado ao grupo de pesquisa Comunicação, Tecnologia e Cultura de Rede na Faculdade Casper Líbero. Professor da disciplina Sociologia Geral e da Comunicação na Faculdade Casper Líbero e Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Desenvolve projeto de pesquisa no Centro Interdisicplinar de Pesquisa (CIP)/Casper Líbero sobre o tema: Trocas simbólicas no ciberespaço.

Luís Mauro de Sá Martino
Doutor em Ciências Sociais pela PUC-SP. Pesquisador-bolsista da Universidade de East Anglia, no Reino Unido (2008/2009). Autor, entre outros, dos livros Mídia e Poder Simbólico (Paulus, 2003) e Estética da Comunicação (Vozes, 2007). Seus interesses de pesquisa estão focados nas relações entre Ciências Sociais e Comunicação, sobretudo nas questões epistemológicas e teóricas da intersecção entre essas áreas.

Marcia Benetti
Doutora em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), mestre em Comunicação pela Universidade Metodista de São Paulo (Umesp). Professora do programa de pós-graduação em Comunicação e Informação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), líder do Núcleo de Pesquisa em Jornalismo. Seus atuais interesses de pesquisa envolvem jornalismo, discurso e imaginário.

Rosemary Segurado
Doutora em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e pós-doutora em Comunicação Política pela Universidad Rey Juan Carlos de Madrid. Atualmente é professora do Departamento de Política da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e pesquisadora do Núcleo de Estudos em Arte, Mídia e Política (Neamp). Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Comunicação Política, atuando principalmente nos seguintes temas: mídia, política, eleições, ciências sociais e estudos interdisciplinares da comunicação.

Rousiley Celi Moreira Maia
Doutora em Ciência Política pela University of Nottingham. Professora associada do programa de pós-graduação em Comunicação da UFMG e coordenadora do grupo de pesquisa em Mídia e Esfera Pública (EME) dessa mesma instituição. Entre suas principais publicações merecem destaque Mídia e deliberação (Editora FGV) e Comunicação e democracia: problemas e perspectivas, em coautoria com Wilson Gomes (Editora Paulus). Seus atuais interesses de pesquisa envolvem democracia deliberativa, teoria do reconhecimento e sociedade civil.

Sergio Amadeu da Silveira
Doutor em Ciência Política pela Universidade de São Paulo. Foi presidente do Instituto Nacional de Tecnologia da Comunicação. Integrou o Comitê Gestor da Internet no Brasil (2003-2005). Professor do programa de pós-graduação da Faculdade Cásper Líbero. Entre suas principais publicações merecem destaque Exclusão digital: a miséria na era da informação, e, em coautoria, Comunicação digital e a construção dos commons: redes virais, espectro aberto e as novas possibilidade de regulação. Seus atuais interesses de pesquisa envolvem o estudo da comunicação e controle das redes digitais, bem como da relação entre comunicação e a propriedade sobre bens simbólicos.

Vera Lucia Michalany Chaia
Doutora em Ciência Política pela Universidade de São Paulo e livre docente pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Atualmente, é professora associada do Departamento de Política e do programa de pós-graduação em Ciências Sociais da PUC-SP e pesquisadora do Núcleo de Estudos em Arte, Mídia e Política (Neamp). Publicou, entre outros, os livros Mídia e política (2000) e Jornalismo e política: escândalos e relações de poder na câmara municipal de São Paulo (2004). Entre seus atuais temas de pesquisa, destacam-se: o uso das novas tecnologias no processo político eleitoral, comportamento político, relações entre jornalismo e democracia, entre outros.

Walter Teixeira Lima Júnior
Doutor em Comunicação pela USP, realizou estágio pós-doutoral na Universidade Metodista. Professor do programa de pós-graduação da Cásper Líbero e pesquisador do grupo de pesquisa Tecnologia, Comunicação e Cultura de Rede. Entre seus principais artigos, merecem destaque: “O uso dos sistemas de suporte à decisão (SSD) visando à melhora da qualidade do conteúdo jornalístico” (2009) e “Classificação das bases conceituais para elaboração de sistema digital de busca de fontes jornalísticas” (2007). Seus interesses de pesquisa: comunicação, tecnologia e ciências cognitivas.



Veja também

capa do livro

O Rio de Janeiro dos imigrantes

Páginas de uma cidade de muitos povos

Camila Escudero

capa do livro

Efeito e Recepção

A interpretação do processo receptivo em duas tradições de investigação sobre os media

Itania Maria Mota Gomes

capa do livro

Comunicação escrita

A busca do texto objetivo

Maria Clara Jorgewich Cohen

capa do livro

Aumenta que isso aí é Rock and Roll

Mídia, Gênero Musical e Identidade

Jeder Janotti Jr

capa do livro

Etnografia e consumo midiático

Novas tendências e desafios metodológicos

Bruno Campanella e Carla Barros (orgs.)

capa do livro

Música, som e cultura digital

Perspectivas comunicacionais brasileiras

Simone Pereira de Sá, Beatriz Polivanov e Simone Evangelista