capa do livro

Ângela Marques, Caio Túlio Costa, Cláudio Novaes Pinto Coelho et al.

André Lemos
Doutor em Sociologia pela Université René Descartes, Paris V, Sorbonne e pós-doutor pela University of Alberta e McGill University, Canadá, 2007-2008. Atualmente, é professor associado 1 da Faculdade de Comunicação da UFBa. Pesquisador 1B do CNPq e consultor da Fapesp, CNPq e Capes. Coordenador do grupo de pesquisa em Cibercidade (GPC), credenciado pelo CNPq. Autor de diversos livros e artigos nacionais e internacionais sobre cibercultura, entre os quais Cultura das Redes. Ciberensaios para o século XXI (Edufba, 2002) e Cibercultura. Tecnologia e vida social na cultura contemporânea (Sulina/Meridional, 2002).

Ângela Cristina Salgueiro Marques
Doutora em Comunicação Social pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com estágio pós-doutoral junto ao Groupe de Recherche sur les Enejeux de la Communication (Gresec), da Université Stendhal. Professora do programa de pós-graduação em Comunicação Social da Faculdade Cásper Líbero, onde participa do grupo de pesquisa Capital Social, Redes e Processos Políticos. Organizou e traduziu os textos que integram a obra A deliberação pública e suas dimensões sociais, políticas e comunicativas (Autêntica, 2009). Estuda questões ligadas à deliberação pública, participação cívica de atores subalternos, formação de esferas públicas políticas, com destaque para políticas públicas e cidadania; reconhecimento social e processos deliberativos.

Caio Túlio Costa
Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo e professor adjunto de Ética Jornalística na Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo. Jornalista, consultor de novas mídias e executivo da indústria da comunicação (primeiro ombudsman da Folha de S. Paulo, fundador e ex-diretor geral do UOL, ex-presidente do iG), tem entre suas principais publicações Ética, jornalismo e nova mídia (Zahar, 2009) e Ombudsman: o relógio de Pascal (Geração Editorial, 2006).

Carlos Roberto da Costa
Doutor em Ciências da Comunicação no Núcleo de Jornalismo e Linguagem da Escola de Comunicações e Artes da USP, licenciado em Filosofia e Teologia, Carlos Costa é jornalista formado pela Cásper Líbero. Dirigiu as revistas Playboy, Quatro Rodas e Elle e a Editorial Primavera, do Grupo Abril, em Buenos Aires. Editor da revista Diálogos&Debates, da Escola Paulista da Magistratura, e Getulio, do programa FGLaw, da FGV. É coordenador do Curso de Jornalismo da Faculdade Cásper Líbero, e leciona História da Comunicação na graduação e A Televisão (e outras mídias) como Objeto da Crítica e Jornalismo em Revista no programa de pós-graduação (lato sensu).

Cláudio Novaes Pinto Coelho
Doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo, mestre em Antropologia Social pela Universidade Estadual de Campinas. Professor do programa de pós-graduação em Comunicação da Faculdade Cásper Líbero e coordenador do grupo de pesquisa Comunicação e Sociedade do Espetáculo. Entre suas principais publicações, merecem destaque: Publicidade: é possível escapar? (Paulus, 2004) e Comunicação e Sociedade do Espetáculo (Paulus, 2006). Seus atuais interesses de pesquisa envolvem a espetacularização da comunicação e da sociedade contemporânea e a teoria crítica da comunicação.

Dimas A. Künsch
Doutor em Ciências da Comunicação pela USP e professor de graduação e pós-graduação na Faculdade Cásper Líbero, coordena o programa de pós-graduação em Comunicação da mesma instituição, na qual lidera o grupo de pesquisa Comunicação, jornalismo e epistemologia da compreensão. Seus temas atuais de pesquisa são o pensamento da complexidade e da com­preensão, teoria e epistemologia da comunicação, jornalismo, complexidade e compreensão, narrativas, crítica ao positivismo, entre outros.

Dulcilia Helena Schroeder Buitoni
Livre-docente em Jornalismo (1986) pela ECA-USP, mestre e doutora em Teo­ria Literária pela FFLCH-USP. Professora de pós-graduação da ECA-USP (1981-2006). Professora visitante na Universidad Autónoma de Barcelona (1993 e 2000). Professora do programa de mestrado da Faculdade Cásper Líbero e coordenadora do grupo de pesquisa Comunicação e Cultura ­Visual. Principais publicações: Mulher de papel (Summus, 2009) e De volta ao quintal mágico (Ágora, 2006). Interesses de pesquisa: imagem no jornalismo, imagem midiática, documentário, narrativa, jornalismo e estudos de gênero, jornalismo e educação.

Elizabeth Saad Corrêa
Professora titular do Departamento de Jornalismo da ECA-USP. Doutora em Ciências de Comunicação pela ECA-USP, mestre e graduada em Administração de Empresas pela FEA-USP. Professora e orientadora do programa de pós-graduação em Ciências da Comunicação da ECA-USP e coordenadora do grupo de pesquisa COM+. Coordenadora do curso de especialização lato sensu em comunicação e mídias digitais da ECA-USP: o Digicorp. Autora do livro Estratégias 2.0 para a mídia digital: internet, informação e comunicação (Senac/SP, 2008), coautora do blog Intermezzo (www.imezzo.wordpress.com).

Eugênio Bucci
Jornalista, é professor-doutor da Escola de Comunicações e Artes (ECA), da Universidade de São Paulo (USP). Integra o conselho curador da Fundação Padre Anchieta e o conselho editorial da revista Interesse Nacional. Publicou, entre outros livros, Em Brasília, 19 horas (Record, 2008) e A imprensa e o dever da liberdade (Contexto, 2009).

Heloiza Helena Gomes de Matos
Doutora em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP). Realizou estágio pós-doutoral junto ao Groupe de Recherche sur les Enjeux de la Communication(Gresec), Université Stendhal, Grenoble III. Atualmente é docente do quadro permanente do programa de pós-graduação da Faculdade Cásper Líbero e coordena o grupo de pesquisa Capital Social, Tecnologia e Processos Políticos. Seus atuais interesses de pesquisa estão ligados às seguintes temáticas: teoria da opinião pública, capital social e engajamento cívico, comunicação pública e organizacional e processos de constituição da cidadania.

José Eugenio de O. Menezes
Graduado em Jornalismo e Filosofia. Doutor em Ciências da Comunicação pela USP. Docente da Cásper Líbero, onde integra o grupo de pesquisa Comunicação e Cultura do Ouvir. Um dos organizadores de Os símbolos vivem mais que os homens (2006) e autor de Rádio e Cidade. Vínculos Sonoros (2007). Dedica-se ao estudo de temas relacionados a comunicação, cultura do ouvir, rádio, áudio, teoria da comunicação, escalada da abstração, narrativa e jornalismo.

Laan Mendes de Barros
Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo, com estágio pós-doutoral na Université Stendhal – Grenoble 3, na França. Atualmente, é professor titular da Faculdade Cásper Líbero, onde atua na docência e na pesquisa na graduação e na pós-graduação. Na educação superior, atua no ensino e na pesquisa em Comunicação Social, com ênfase em Teoria da Comunicação e Metodologia da Pesquisa, trabalhando principalmente com os seguintes temas: epistemologia e teoria da comunicação, comunicação e cultura, estudos de recepção e música e mídia.

Liráucio Girardi Júnior
Doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo (2004). Autor do livro Pierre Bourdieu: questões de sociologia e comunicação. Pesquisador associado ao grupo de pesquisa Comunicação, Tecnologia e Cultura de Rede na Faculdade Casper Líbero. Professor da disciplina Sociologia Geral e da Comunicação na Faculdade Casper Líbero e Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS). Desenvolve projeto de pesquisa no Centro Interdisicplinar de Pesquisa (CIP)/Casper Líbero sobre o tema: Trocas simbólicas no ciberespaço.

Luís Mauro de Sá Martino
Doutor em Ciências Sociais pela PUC-SP. Pesquisador-bolsista da Universidade de East Anglia, no Reino Unido (2008/2009). Autor, entre outros, dos livros Mídia e Poder Simbólico (Paulus, 2003) e Estética da Comunicação (Vozes, 2007). Seus interesses de pesquisa estão focados nas relações entre Ciências Sociais e Comunicação, sobretudo nas questões epistemológicas e teóricas da intersecção entre essas áreas.

Marcia Benetti
Doutora em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), mestre em Comunicação pela Universidade Metodista de São Paulo (Umesp). Professora do programa de pós-graduação em Comunicação e Informação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), líder do Núcleo de Pesquisa em Jornalismo. Seus atuais interesses de pesquisa envolvem jornalismo, discurso e imaginário.

Rosemary Segurado
Doutora em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e pós-doutora em Comunicação Política pela Universidad Rey Juan Carlos de Madrid. Atualmente é professora do Departamento de Política da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e pesquisadora do Núcleo de Estudos em Arte, Mídia e Política (Neamp). Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Comunicação Política, atuando principalmente nos seguintes temas: mídia, política, eleições, ciências sociais e estudos interdisciplinares da comunicação.

Rousiley Celi Moreira Maia
Doutora em Ciência Política pela University of Nottingham. Professora associada do programa de pós-graduação em Comunicação da UFMG e coordenadora do grupo de pesquisa em Mídia e Esfera Pública (EME) dessa mesma instituição. Entre suas principais publicações merecem destaque Mídia e deliberação (Editora FGV) e Comunicação e democracia: problemas e perspectivas, em coautoria com Wilson Gomes (Editora Paulus). Seus atuais interesses de pesquisa envolvem democracia deliberativa, teoria do reconhecimento e sociedade civil.

Sergio Amadeu da Silveira
Doutor em Ciência Política pela Universidade de São Paulo. Foi presidente do Instituto Nacional de Tecnologia da Comunicação. Integrou o Comitê Gestor da Internet no Brasil (2003-2005). Professor do programa de pós-graduação da Faculdade Cásper Líbero. Entre suas principais publicações merecem destaque Exclusão digital: a miséria na era da informação, e, em coautoria, Comunicação digital e a construção dos commons: redes virais, espectro aberto e as novas possibilidade de regulação. Seus atuais interesses de pesquisa envolvem o estudo da comunicação e controle das redes digitais, bem como da relação entre comunicação e a propriedade sobre bens simbólicos.

Vera Lucia Michalany Chaia
Doutora em Ciência Política pela Universidade de São Paulo e livre docente pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Atualmente, é professora associada do Departamento de Política e do programa de pós-graduação em Ciências Sociais da PUC-SP e pesquisadora do Núcleo de Estudos em Arte, Mídia e Política (Neamp). Publicou, entre outros, os livros Mídia e política (2000) e Jornalismo e política: escândalos e relações de poder na câmara municipal de São Paulo (2004). Entre seus atuais temas de pesquisa, destacam-se: o uso das novas tecnologias no processo político eleitoral, comportamento político, relações entre jornalismo e democracia, entre outros.

Walter Teixeira Lima Júnior
Doutor em Comunicação pela USP, realizou estágio pós-doutoral na Universidade Metodista. Professor do programa de pós-graduação da Cásper Líbero e pesquisador do grupo de pesquisa Tecnologia, Comunicação e Cultura de Rede. Entre seus principais artigos, merecem destaque: “O uso dos sistemas de suporte à decisão (SSD) visando à melhora da qualidade do conteúdo jornalístico” (2009) e “Classificação das bases conceituais para elaboração de sistema digital de busca de fontes jornalísticas” (2007). Seus interesses de pesquisa: comunicação, tecnologia e ciências cognitivas.



Veja também

capa do livro

Corpos, imaginários e afetos nas narrativas do eu

Denise da Costa Oliveira Siqueira (org.)

capa do livro

Ensaio sobre a pergunta

Uma teoria da prática jornalistica

Maria Luiza Franco Busse

capa do livro

Divulgação científica

faces em reflexão

Mario Newman de Queiroz (org)

capa do livro

Políticas periféricas para um design responsável

Beatriz Russo e Lilyan Berlim (orgs.)

capa do livro

Design e Economia Criativa

ensaios para um campo plural

Mirella De Menezes Migliari (org.)

capa do livro

Nostalgias e mídia

No caleidoscópio do tempo

Lucia Santa Cruz e Talitha Ferraz (orgs.)