capa do livro

Ana Erthal, Eduardo Ariel de Souza Teixeira e Eliana de Lemos Formiga (orgs.)

Carolina Ficheira

Graduada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (2006), mestre em Comunicação e Cultura pela Escola de Comunicação da UFRJ (2010). Atualmente, é doutoranda do programa em Ciência da Literatura da UFRJ. É professora pela ESPM Rio, vinculada ao Laboratório de Economia Criativa, da UVA, na pós-graduação em Roteiro para Cinema, TV, Web e Multiplataformas, e professora convidada pelo CCE PUC-Rio nos cursos de educação continuada de Música e Negócios, Brand Publishers e Elaboração e Gestão de Projetos Sociais Participativos.

Eduardo Pacheco

Eduardo Pacheco, 24 anos, é jornalista formado pela ESPM Rio e um apaixonado e estudioso do carnaval carioca. Teve como projeto de TCC a série audiovisual “Desfilando na Sapucaí: uma ode ao samba tupiniquim numa viagem apoteótica pelos anos 2010”, que conta a história de cinco sambas-enredoda década de 2010 (Tijuca 2010, Vila 2013, Beija-Flor 2015, Portela 2015 e Salgueiro 2016) e seus respectivos desfiles.

Fabio Fabato

Fábio Fabato, 35 anos, é jornalista, analista de comunicação da Finep e pesquisador de cultura popular. Comentarista da folia carioca em rádio e televisão, é autor de cinco livros sobre o tema, entre os quais Pra Tudo Começar na Quinta-Feira: O Enredo dos Enredos (Mórula Editorial), parceria com Luiz Antonio Simas. Curador da série literária “Família do Carnaval”, biografias de escolas de samba editadas pela NovaTerra, é ainda um dos autores do romance Louvre-Rivoli: estação partida, também pela NovaTerra.

Felipe Ferreira

Felipe Ferreira é mestre em Antropologia da Arte (Eba/Ufrj), doutor em Geografia Cultural (Igeo/Ufrj), com pós-doutorado em Letras (Paris III — Sorbonne Nouvelle). É professor do Instituto de Artes e dos Programas de Pós-graduação em Artes (PPG Artes) e em História da Arte (PPGHA) da Uerj, coordenador do Centro de Referência do Carnaval e líder do grupo de pesquisa CNPq Laboratório da Arte Carnavalesca. Autor de diversos livros sobre o carnaval, entre eles O livro de ouro do carnaval brasileiro, Inventando carnavais, Escritos carnavalescos, Meu carnaval Brasil e O palco dos sonhos.

Manoel Netto

Vinte e seis anos. Aluno de Publicidade e Propaganda na ESPM Rio, área de Criação (Redação e Direção de Arte). Membro da ala de compositores da Unidos da Tijuca desde 2015. Como diretor de arte e designer, prestou serviços a Mangueira, Mocidade, Vila Isabel, Viradouro, Acadêmicos do Cubango, Leão de Nova Iguaçu e outras. Em 2018, contribuiu com trabalhos gráficos, desenhos técnicos e artísticos de alegorias e fantasias do desfile da Unidos da Tijuca. Nascido no interior, em Conceição de Macabu, chegou ao Rio de Janeiro menor de idade e, desde então, se aproximou e se encantou ainda mais pela arte da cultura popular.

Marcelo Guedes

Doutorando em Administração pelo Coppead mestre em Administração pela Fundação Getulio Vargas, pós-graduado em Marketing pelo IBMEC e graduado em Engenharia Civil pela UFRJ. Experiência de mais de 20 anos como consultor estratégico de empresas como Price Waterhouse Coopers e EDS, atuando em diversos projetos internacionais. Atualmente, coordena o curso de graduação de Administração na ESPM, além de ser chefe de Departamento de Marketing.

Marco Beja

Marco Beja é bacharel e licenciado em Letras (Português e Literaturas) pela UFRJ e mestre em Literatura Brasileira pela UFF. Tem ministrado aulas de língua e de literatura nos últimos 44 anos. Desenvolve atualmente estudos sobre a produção literária brasileira na pós-modernidade. Escreveu enredos para a maioria dos carnavalescos do Rio. É integrante da velha guarda do G.R.E.S. Unidos de Vila Isabel.

Marcos Aurélio Machado

Bacharel em Desenho Industrial pela UniverCidade, pós-graduado em Animação Digital pela UVA e mestre em Gestão da Economia Criativa pela ESPM. Professor de graduação nas áreas de Artes e Design na Universidade Veiga de Almeida (UVA) e na ESPM. Professor pesquisador do LAB-3i (ESPM) e do Nescafe (EBA-UFRJ).

Teresa Guilhon Barros

Mestre em Bens Culturais e Projetos Sociais pela Fundação Getúlio Vargas/ RJcom graduação em Comunicação Visual pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1989). É pesquisadora associada do Laboratório de Estudos Urbanos do Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC), com foco na cultura urbana contemporânea. Atualmente é diretora-presidente da OSCIP O Instituto (Instituto Contemporâneo de Projetos e Pesquisa), onde coordena a criação e gerenciamento de projetos nas áreas de Cultura, Tecnologia e Educação, como o Seminário Internacional “Cidades: Futuros Possíveis”, em parceria com o programa Globo Universidade e o “Laboratório Audiovisual Regiões Narrativas”, em parceria com a Secretaria de Estado de Cultura - RJ. No carnaval de 1993, fundou, com um grupo de amigos, o Bloco Escravos da Mauá, na região portuária do Rio de Janeiro.



Veja também

capa do livro

Nostalgias e mídia

No caleidoscópio do tempo

Lucia Santa Cruz e Talitha Ferraz (orgs.)

capa do livro

Repensando o lazer a partir da cultura digital

Rafael Fortes e Juliana de Alencar Viana (orgs.)

capa do livro

A Comunicação Multissensorial

Compreendendo modos de sentir

Ana Erthal

capa do livro

TeleVisões

Reflexões para além da TV

Ariane Holzbach e Mayka Castellano (org.)

capa do livro

Ontem, Hoje e Sempre

Maria Lúcia Gomes de Matos

capa do livro

O Rio de Janeiro dos imigrantes

Páginas de uma cidade de muitos povos

Camila Escudero