Eduardo Ariel de Souza Teixeira, Ilana Strozenberg, Sílvia Borges Corrêa e Teresa Guilhon (orgs.)


Eduardo Ariel

Pós-doutorado em Ciência da Informação pelo IBICT. Doutor e mestre em Design pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Pós-graduado em Design de Interface pela Unicarioca (2002). Bacharel em Comunicação Social pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM). Atualmente, na ESPM, é professor titular, pesquisador (40H) e coordenador da Graduação de Comunicação Social (Publicidade e Propaganda). Na mesma IES também coordena e leciona no Mestrado Profissional em Gestão da Economia Criativa. Também coordena o núcleo de pesquisa da ESPM-Rio, supervisiona os núcleos acadêmicos Híbrida, Origem e Vogal. Ademais, é membro do laboratório de pesquisa LAB 3i. Desde 2012, pesquisa o conceito de Design de Interação e seus desdobramentos para as áreas do Design, da Comunicação e do Marketing. Também tem investigado as relações contemporâneas entre usuários, informação e tecnologia. Tem experiência na área de Desenho Industrial e Direção de Arte, com ênfase em Comunicação Digital, Design de Interfaces e Interação Humano-Computador.

Ilana Strozenberg

Doutora em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1997), especializada em Antropologia Social, professora Associada da Escola de Comunicação/UFRJ e coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Estudos Culturais da Faculdade de Letras da UFRJ. É diretora acadêmica do Instituto Contemporâneo de Projetos e Pesquisa (O Instituto). Suas pesquisas investigam temas relativos às diferenças culturais no meio urbano contemporâneo brasileiro, as articulações entre suas diferentes expressões e o impacto das novas tecnologias na dinâmica da comunicação e hierarquias sócio-políticas tradicionais.

Sílvia Borges Corrêa

Doutora e mestre pelo Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais (área de concentração: Antropologia) da UERJ. Graduada em Ciências Econômicas pela UERJ. Professora dos cursos de Graduação em Jornalismo e em Publicidade e Propaganda, e do Mestrado Profissional em Gestão da Economia Criativa da ESPM-Rio. Tem interesse e desenvolve pesquisas e publicações nas seguintes áreas: consumo e cultura material; sociabilidades no meio urbano; processos de transformações urbanas e gentrificação; antropologia dos meios de comunicação. Participa do Laboratório de Economia Criativa, Desenvolvimento e Território. Lidera o grupo de pesquisa Consumo e Sociabilidades, registrado no CNPq.

Teresa Guilhon Barros

Mestre em Bens Culturais e Projetos Sociais pela Fundação Getúlio Vargas/RJ. Graduada em Comunicação Visual pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1989). É pesquisadora associada do Laboratório de Estudos Urbanos do Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC), com experiência no tema da cultura urbana e digital. Atualmente, é diretora-presidente da OSCIP O Instituto (Instituto Contemporâneo de Projetos e Pesquisa), onde alia a reflexão à ação social, coordenando a criação e o gerenciamento de projetos nas áreas de Cultura, Tecnologia e Educação, como o Seminário Internacional “Cidades: Futuros Possíveis”, em parceria com o programa Globo Universidade; e o “Laboratório Audiovisual Regiões Narrativas”, em parceria com a Secretaria de Estado de Cultura - RJ.

Livros do autor

capa do livro

Rio de encontros

Impactos da internet e das redes sociais na vida da cidade

Eduardo Ariel de Souza Teixeira, Ilana Strozenberg, Sílvia Borges Corrêa e Teresa Guilhon (orgs.)