capa do livro

A Arquitetura das Estrelas

Os princípios de harmonia e a gestão sustentável

Rodrigo Victor Marques

  • Prefácio
  • Apresentação
  • 1.Introdução
  • 2 A Arquitetura das Estrelas
    • A Ciência e a observação da natureza
    • O que significa Arquitetura?
    • O que significa Estrela?
    • O que significa A Arquitetura das Estrelas?
  • 3 Os princípios de harmonia
    • A evolução do conhecimento da harmonia
    • A evolução do domínio espacial
    • As formas arquitetônicas e a harmonia no Ocidente
    • As formas arquitetônicas e a harmonia no Oriente Médio
    • As formas arquitetônicas e a harmonia no Oriente
    • A arquitetura dos templos
    • A harmonia e o sentimento do belo
    • As principais dimensões constituintes do universo cosmopolita
    • A mente cosmopolita
    • Princípios estruturais e geométricos das formas
    • Princípios universais de organização do macro ao microcosmos
    • A ampliação do conceito de harmonia
    • A matemática moderna, a teoria do caos e a compreensão das formas da natureza
    • A Gestalt, as formas e os sistemas
    • Matrix
    • Uma visão poética do espaço: a Dança e o Teatro Cósmico da Vida
    • A sincronicidade e a visão cartesiana pluridimensional
    • O belo – os símbolos e a harmonia do cosmos
    • Estrelas, corpos singulares, formas, fragmentos e componentes
    • Morfologia da natureza: a física das formas ou as formas da física?
    • Metarmofose e evolução
    • O sistema cartesiano polar, a teoria da relatividade e a singularidade dos corpos
    • A forma, o espaço-tempo, seu horizonte de eventos e o ciberespaço
    • As cidades e a rede cosmopolita pluridimensional
    • Construção Clássica x Desconstrutivismo
    • A vida como processos em constante interação e movimento
    • A interação e o equilíbrio entre os opostos
    • A árvore da vida
    • A Lei de Harmonia
    • A harmonia do som e da luz
    • Escalas de harmonia
    • Melodias, polifonias e a arte minimalista
    • Mito ou realidade?
  • 4 A Gestão Sustentável
    • As origens e as condições cósmicas da vida no planeta Terra
    • A desarmonia, o caos, a gestão insustentável e o colapso das formas
    • A holografia e as dimensões causais como registro de informações
    • A harmonização como fator de ajuste e de economia
    • A gestão sustentável aplicada a projetos
    • Como projetar geometricamente a “Arquitetura das Estrelas” de modo consciente?
    • A estrutura das organizações inspirada nas formas e princípios universais de harmonia
    • A intuição e a fronteira do conhecimento
    • O gestor como maestro
    • Atitude sustentável
    • O círculo e o centro
    • Gestão sustentável pessoal e interpessoal
    • Gestão sustentável global
    • Legislação, medidas inibidoras, de fomento e compensatórias
    • Os “5 Rs” do desenvolvimento ambientalmente harmônico e sustentável
    • O aquecimento global e a nova ordem cooperativa
    • A Agenda 21, o Protocolo de Kyoto e outras intenções de harmonização
    • A gestão da civilização harmônica e sustentável
    • Grau e qualidade de civilização
    • Limites
    • Gestão do conhecimento
    • Gestão sustentável ambiental
  • 5 A Alvorada do Ser Humano
    • Bibliografia
    • Créditos das imagens
    • Anexos

Veja também

capa do livro

Trânsito como eu o entendo

A ciência da mobilidade urbana

Celso Franco