capa do livro

Defesa Química

Angelo C. Pinto, Antônio L. S. Lima, Tanos C. C. Franca (org.)

Prefácio
General de Divisão Rodrigo Balloussier Ratton

Defesa Química. Uma nova disciplina no ensino de Química
Tanos Celmar Costa França, Gustavo Rocha Silva, Alexandre Taschetto de Castro
1. Introdução
2. A disciplina Defesa Química
3. Considerações finais
4. Referências bibliográficas

Assistência e proteção no contexto da Convenção para Proibição das Armas Químicas
Paulo Alexandre M.Cabral, Clovis Eduardo G. Ilha, Tanos C. C. França, José Carlos C. S. Pinto, Carlos Roberto da Silva, Evandro S. Nogueira
1. Introdução
2. O Brasil e a educação em segurança química na indústria e na Academia
3. Sistema de Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear do Exército Brasileiro (SisDQBRNEx)
4. O Brasil e os grandes eventos
5. Considerações finais
6. Referências bibliográficas

Exposure limits and its applications in chemical warfare
Erick B. F. Galante, Antônio Luís S. Lima, Tanos C. C. França, Assed N. Haddad
1. Introdution
2. Exposure limits overview
3. Health and safety
4. Conclusions
5. References

Agentes vesicantes
Camilla G. Colasso, Tanos C. C. França
1. Introdução
2. Propriedades físico-químicas
3. Toxicologia dos vesicantes
4. Sinais e sintomas da intoxicação com vesicantes
5. Tratamento e descontaminação
6. Considerações finais
7. Referências Bibliográficas

Identificação de mostardas por cromatografia gasosa acoplada simultaneamente a detector fotométrico de chama, detector de nitrogênio e fósforo e espectrometria de massas (CG/DFC/DNF-EM)
Roberto B. Sousa, Paulo F. P. M. Alves, Samir F. Cavalcante, Leandro B. Bernardo, Cíntia C. Barros, Cintia N. Ferreira, Antonio L. S. Lima
1. Introdução
2. Experimental
3. Resultados e discussões
4. Conclusões
5. Referências bibliográficas

Agentes para defesa contra guerra química. Reativadores da acetilcolinesterase inibida com organofosforados neurotóxicos
Elaine da C. Petronilho, José Daniel Figueroa-Villar
1. Introdução
2. Organofosforados
3. Acetilcolinesterase (AChE)
4. Processo de Reativação da AChE
5. Métodos de avaliação de reativação da AChE
6. Considerações finais
7. Referências bibliográficas

Guerra química. Perspectivas no estudo de reativadores da enzima acetilcolinesterase inibida por organofosforados
Juliana de O. S. Giacoppo, Willian E. A. de Lima, Kamil Kuca, Elaine F. F. Cunha, Tanos C. C. França, Teodorico de C. Ramalho
1. Introdução
2. Procedimento experimental
3. Resultados e discussão
4. Considerações finais
5. Referências bibliográficas

Avanços recentes na decomposição de triésteres de fosfato neurotóxicos
Eduardo H. Wanderlind, Michelle Medeiros, Bruno S. Souza, Haidi D. Fiedler, Faruk Nome
1. Introdução
2. Mecanismos de substituição nucleofílica em ésteres de fosfato
3. Hidrólise de triésteres fosfóricos
4. Reações de triésteres de fosfato com alfa-nucleófilos
5. Sistemas micro-heterogêneos e heterogêneos
6. Conclusões e perspectivas
7. Referências bibliográficas

A Química Teórica a serviço da Defesa Química. Degradação de agentes neurotóxicos em superfícies de óxido e hidróxido de magnésio
Raphael S. Alvim, Viviane S. Vaiss, Alexandre A. Leitão, Itamar Borges Jr.
1. Introdução
2. Metodologia
3. Resultados
4. Conclusões
5. Referências bibliográficas

Military potential of biological toxins
Xiu-Juan Zhang, Kamil Kuca, Vlastimil Dohnal, Lucie Dohnalová, Qing-Hua Wu, Chu Wu
1. Introduction
2. Fungal toxins
3. Plant toxins
4. Bacterial toxins
5. Marine toxins
6. Venom toxins
7. Conclusion
8. References

Micotoxinas e seu potencial como agentes de guerra
Marcelo C. dos Santos, Roberto B. Sousa, Sérgio Eduardo M. Oliveira, Keila S. C. Lima, Antônio Luiz S. Lima
1. Introdução
2. Histórico
3. Definição
4. Principais micotoxinas
5. Modo de ação
6. Impacto na economia
7. Micotoxinas como agentes de guerra
8. Métodos de detecção e determinação
9. Métodos de descontaminação e desintoxicação
10. Conclusões
11. Referências bibliográficas

Ricina e a Convenção para Proibição de Armas Químicas no Brasil
Roberto B. Sousa, Sérgio Eduardo M. de Oliveira, Marcelo C. dos Santos, Keila S. C. Lima, Antônio Luiz S. Lima
1. O Brasil e a Convenção para Proibição de Armas Químicas (CPAQ)
2. A ricina e a agroindústria da mamona
3. Extração de ricina a partir de mamona
4. Estrutura e mecanismo de ação da ricina
5. Uso de ricina como arma química
6. Detecção e identificação de ricina
7. Descontaminação
8. Destoxificação
9. Antídotos e vacinas
10. Conclusões
11. Referências bibliográficas

Quantificação da inativação da ocratoxina A pela radiação gama. Um exemplo do potencial da radiação ionizante na descontaminação de agentes químicos
Monique Cardozo, Stefânia Priscila de Souza, Tanos C. C. França, Claudia M. Rezende, Angelo C. Pinto, Antônio L. dos Santos Lima, Keila dos S. Cople Lima
1. Introdução
2. Material e métodos
3. Resultados e discussão
4. Conclusões
5. Referências bibliográficas

CFD e a Defesa Química
Ardson S. Vianna Jr., Fábio C. S. de Siqueira, Leandro R. Quintal, Antônio Luiz S. Lima
1. Introdução
2. Fundamentos
3. Potenciais utilizações de CFD na área de defesa química
4. Exemplo: dispersão de gás cloro em estação de metrô
5. Conclusões
6. Referências bibliográficas

Simulações multifásicas por fluidodinâmica computacional como suporte ao planejamento de emergências com agentes químicos
Ilmar Victor M. Barbosa, José Carlos C. Pinto, Evandro S. Nogueira
1. Introdução
2. Os modelos de fluidodinâmica computacional (CFD)
3. Aplicação ao planejamento de emergências – estudo de caso
4. Considerações finais
5. Referências bibliográficas

Veja também

capa do livro

Vibrações Mecânicas

Arthur Palmeira Ripper Neto

capa do livro

Planejamento de Experimentos usando o Statistica

Verônica Calado e Douglas Montgomery

capa do livro

Monitoramento da Qualidade do Ar

Teoria e Prática

Carlos Alberto Frondizi

capa do livro

Microscopia dos Materiais

Uma Introdução

Walter Mannheimer