capa do livro

A quadrilha, da partitura aos espaços festivos

Música, dança e sociabilidade no Rio de Janeiro oitocentista

Rosa Maria Zamith

  • Um prefácio para Rosa
  • Introdução
  • Delimitação da pesquisa
  • Trajetos percorridos
  • I. O comércio de partituras
    • 1.1.    Publicações brasileiras e estrangeiras de quadrilhas e as estratégias de comercialização
    • 1.2    Os compositores e suas relações comerciais
  • II. O catálogo de quadrilhas
    • 2.1.    Tipos de partituras e acervos
    • 2.2.    Compositores de quadrilha e sua obra
    • 2.3.    Identificando as instrumentações das quadrilhas e seus intérpretes
  • III. Um recuo no tempo
    • 3.1.    A música que se relaciona com a dança: fios da história em seu contínuo tecer
    • 3.2.    O fio que se estende muito para trás a fim de tecer a trama: a suíte
    • 3.3.    Outro fio se insere na trama: as coreografias a cavalo
    • 3.4.    Mais um fio tece a trama: a literatura setecentista e a contradança
    • 3.5.    A trama é densa: da contradança à quadrilha
  • IV. A quadrilha chega e se dispersa no Rio de Janeiro
    • 4.1.    Nobres dançam a quadrilha: o baile da coroação de Pedro II
    • 4.2.    Saraus e bailes residenciais e públicos no Rio de Janeiro
    • 4.3.    Os carnês de baile
    • 4.4.    O que diz a literatura especializada em dança sobre a quadrilha
    • 4.5.    As partituras de quadrilhas: o que elas nos mostram
  • À guisa de conclusão – a quadrilha: uma dança em permanente transformação
  • Referências bibliográficas


O Catálogo de Quadrilhas que complementa esta obra está disponível no endereço
http://www.e-papers.com.br/download/catalogo_de_quadrilhas.pdf

Veja também

capa do livro

Museu, Memória e Esquecimento

Um projeto da modernidade

Marcos José Pinheiro

capa do livro

Etnografia e consumo midiático

Novas tendências e desafios metodológicos

Bruno Campanella e Carla Barros (orgs.)