capa do livro

Luiz Fernando Paulillo (org.)

ANA CLAUDIA VIEIRA é economista formada pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), mestre e doutora em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Docente do Instituto Municipal de Ensino Superior de Catanduva – IMES-FAFICA. Atua em pesquisas e projetos sobre o setor agroindustrial citrícola brasileiro há 10 anos na UFSCar, e também com o desenvolvimento de programas de políticas públicas de segurança alimentar, integrando o Grupo de Pesquisas em Políticas Públicas, Segurança Alimentar e Desenvolvimento Territorial.

ANNIE LAMBERT é professora do curso de economia industrial e engenharia de alimentos da Ecole Nationale d’Ingênieurs des Techniques des Industries Agricoles et Alimentaires (ENITIAA). Faz parte do Laboratório de Pesquisas em Gestão e Economia de Indústrias Alimentares (LARGECIA), no qual desenvolve pesquisas na área de evolução das cadeias agroalimentares, com ênfase na especialização das diferentes etapas de transformação destas cadeias e a repercussão sobre a localização das indústrias. Participa do programa de cooperação internacional “CAPES-Cofecub 2001/2005” entre a instituição que representa (ENITIAA) e duas universidades federais brasileiras (UFSCar e UFMS). É doutora em Ciências Econômicas e Sociologia pela Universidade de Nantes (França).

LUIZ FERNANDO PAULILLO (coordenador do livro) é professor adjunto do Departamento de Engenharia de Produção da ­UFSCar desde 1995. Doutor em Economia pelo Instituto de Economia da Unicamp (2000), com a realização do doutorado sanduíche na Universidad de Córdoba e no Instituto de Estudios Sociales Avanzados de España (bolsa concedida pela CAPES em 1999). Mestre em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de São Carlos (1994) e é graduado em Economia pela Universidade Estadual Paulista (1991). Atualmente é pesquisador da Fundação de Apoio Institucional ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico da UFSCar, tendo atuado em projetos temáticos contratados pela FAO-ONU (2003-2005), União Européia (2004-2006), FINEP (1999-2003), FAPESP (2001-2006), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (2005-2006), Instituto Interamericano de Cooperação Agrícola – IICA – (2005-2007), entre outros. Recebeu o prêmio MOST – “Management of Social Transformations” – da UNESCO (Paris-França) na área de Ciências Sociais Aplicadas, em 2001, por sua tese de doutorado. É pesquisador do GEPAi (Grupo de Estudos e Pesquisas Agroindustriais) da UFSCar e do Grupo de Estudos em Políticas Públicas, Segurança Alimentar e Desenvolvimento Territorial (que integra professores e pesquisadores da UFSCar, Unicamp, USP/Esalq e Universidade Federal de Uberlândia). É especialista em ensino, pesquisa e assessoria nas áreas de economia agroindustrial, instituições e organizações, políticas públicas e segurança alimentar, focando as temáticas da competitividade, marcos regulatórios e ambientes institucionais em setores agroindustriais, mecanismos de governança, redes de poder, políticas de segurança alimentar e gestão da alimentação escolar. Desde 1991 realiza estudos e assessorias sobre a economia citrícola brasileira, cujo resultado principal é uma extensa lista de publicações (em teses, artigos e livros) que está registrada no sistema Lattes do CNPQ (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico).

LUIZ MANOEL DE ALMEIDA é pesquisador colaborador da Faculdade de Engenharia Agrícola da Unicamp e do Grupo de Estudos em Políticas Públicas, Segurança Alimentar e Desenvolvimento Territorial da UFSCar. Doutor em Sociologia pela Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara (FCLAR-Unesp) e mestre em Engenharia de Produção Agroindustrial pela UFSCar. Desenvolveu a dissertação de mestrado e a tese de doutorado sobre a economia citrícola brasileira e prossegue atuando em projetos de pesquisa sobre o setor agroindustrial citrícola brasileiro na ­UFSCar, onde também atua com o desenvolvimento de programas de políticas públicas locais de segurança alimentar. Sua participação na presente obra teve o apoio do CNPq.

MELISE DANTAS MACHADO é administradora formada pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), mestre e doutoranda em Engenharia de Produção pela UFSCar, atuando no Grupo de Estudos e Pesquisas Agroindustriais (GEPAI). Tem suas atividades de pesquisa fundamentadas nas ferramentas de marketing aplicadas aos agronegócios, tais como canais de distribuição e ferramentas de marketing no processo de inovação tecnológica. Atualmente desenvolve uma tese sobre o comércio justo internacional de suco de laranja concentrado. Na área de ensino trabalha como professora do curso de Administração do Centro Universitário Eurípides de Marília (UNIVEM).

MURILO SICCHIERI DE CARVALHO é professor efetivo do Departamento de Economia da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat). Economista pela Unesp (1999) e mestre em Engenharia de Produção pela UFSCar (2005). Atualmente integra o grupo de pesquisa em Gestão Ambiental e Sócio-Econômica da Amazônia (GASEA) da Unemat.



Veja também

capa do livro

Arranjos Produtivos Locais: Referencial, experiências e políticas em 20 anos da RedeSist

Marcelo P. Matos, José E. Cassiolato, Helena M. M. Lastres, Cristina Lemos, Marina Szapiro (orgs.)

capa do livro

Do Desenvolvimento Global aos Sítios Locais

Uma crítica metodológica à Globalização

Henry Panhuys (tradução de Michel Thiollent)

capa do livro

Desafios de operação e desenvolvimento do Complexo Industrial da Saúde

Lia Hasenclever, Maria Auxiliadora Oliveira, Julia Paranhos e Gabriela Chaves (orgs.)

capa do livro

Brasil e Argentina

Políticas e trajetórias de desenvolvimento

Renato Boschi e Santiago Bustelo (Org.)

capa do livro

Políticas estratégicas de inovação e mudança estrutural - vol. 2

Uma década de evolução dos Arranjos Produtivos Locais

Marcelo G. Pessoa de Matos, Elaine Borin, José E. Cassiolato (Org.)

capa do livro

Políticas estratégicas de inovação e mudança estrutural - vol. 1

Sustentabilidade socioambiental em um contexto de crise

José E. Cassiolato, Maria Gabriela Podcameni, Maria Clara C. Soares