capa do livro

Palavras

José Carlos Pinto

Esse livro começou a ser editado pela minha esposa Márcia, como um presente de 40 anos e uma reflexão sobre a minha vida. Mas, ao longo dos últimos anos, ele cresceu e tomou corpo, incorporando o turbilhão de emoções em que vivo. Por isso, esse livro conta um pouco a história do meu coração e da minha alma, aquela história que nenhum biógrafo conseguiria contar, porque não seria capaz de sentir o que eu senti e sinto. E sentir para mim é tudo. E o meu sentir acaba sempre virando Palavras.

Não tenho grandes pretensões literárias e, por isso mesmo, importa-me pouco a crítica literária mais contundente a essa obra. Escrevo como quem bebe – porque estou alegre, porque estou triste, porque preciso.
Apesar de viver a maior parte do meu tempo envolto em números, é quando me envolvo com as Palavras que eu me realizo como homem.

Esse livro reflete um projeto pessoal e uma visão de vida. Do leitor, espero cumplicidade e condescendência. Ao leitor, desejo prazer e emoção.

Veja também

capa do livro

Obituário

Ednize Judite (texto) e Núccia Déda (aquarelas)

capa do livro

A Última Viagem

uma antologia (nem tão poética) & filosofia (nem tão filosófica)

Marcio Hegenberg

capa do livro

Tecendo um mundo azul

Versos de mais um bêbado virando um copo de poesia e amor

Letícia Fernandes

capa do livro

Voos da manhã

Maria de Lourdes Alba

capa do livro
capa do livro

Frações

Luiz Cláudio Dias Reis