capa do livro

Desenvolvimento e mundialização

O Brasil e o pensamento de François Chesnais

José Eduardo Cassiolato, Marcelo Pessoa de Matos e Helena M. M. Lastres (Orgs.)

Este livro pretende homenagear o professor François Chesnais. Ao longo dos últimos 30 anos o professor Chesnais deu uma contribuição imensa para o pensamento brasileiro na academia e na política. Este livro conta com contribuições de um universo diversificado de autores, destacadamente as muitas pessoas que têm desfrutado da interação com Chesnais ao longo das últimas décadas, mas também jovens acadêmicos que têm descoberto quanto sua obra é atual e imprescindível.

Não propomos uma organização e discussão sistemática de sua obra. Trata-se, sobretudo, de um tributo, no qual são exploradas diversas facetas de seu pensamento e sua relação com o Brasil. Um retrato de parte das muitas marcas que este pensador deixou em nosso país.

Esta contribuição se faz oportuna na ocasião em que François Chesnais comemora seu octagésimo aniversário e nos brinda com sua presença em um seminário no Rio de Janeiro em janeiro de 2014.

O livro conta com um prefácio de autoria de Luciano Coutinho e uma introdução, na qual é traçado um panorama da evolução da produção intelectual de Chesnais e sua relação com o Brasil, além de apresentar o conteúdo dos capítulos. Adicionalmente, Catherine Sauviat nos brinda com um breve, porém riquíssimo relato da biografia profissional de Chesnais. Para preservar a riqueza deste relato, optamos por mantê-lo em seu idioma original.

Desejamos a todos uma instigante leitura.

Os organizadores

Veja também

capa do livro

Pensamentos Ecológicos

Carlos José Saldanha Machado

capa do livro

The Vulnerabilities of the Brazilian Health Industrial Complex

Industrial and Technological Health Policies

Lia Hasenclever, Julia Paranhos, Gabriela Chaves e Maria Auxiliadora Oliveira (orgs.)

capa do livro

Essays on Corporate Governance in Brazil

André Luiz Carvalhal da Silva

capa do livro

Região Norte Fluminense

O desenvolvimento em questão

Lia Hasenclever e Yves-A. Fauré (orgs.)