capa do livro

Tecnologia, Meio Ambiente e Sociedade

Uma introdução aos modelos teóricos

Carlos José Saldanha Machado

Escrever um prefácio é escrever um convite.
Gostaria de ir com os futuros leitores de Carlos José Saldanha Machado a uma janela imaginária e apontar-lhes algo que está em nosso mundo cotidiano e em nossas vidas vividas como difusa onipresença: a tecnologia. E dizer-lhes que nas páginas que se seguem vocês encontram o testemunho de um empenho por pensar essa aposta contemporânea, o credo e conduta da Modernidade tecnocientífica contemporânea: não se satisfazer em ser apenas um caminho, querer ser o caminho. E não apenas caminho possível, querer ser o caminho correto. (...)
O livro que lhes convido a ler empenha-se por fazer da Modernidade técnico-científica contemporânea questão e apontar marcos no seu caminho: os modelos teóricos. (...)
Se a dimensão labiríntica é essencial aos caminhos ignotos, elaborar um mapa é um serviço que um intelectual pode oferecer ao homo viator.
Esse livro é oferta do mapa que Carlos José Saldanha Machado soube obrar. (...)

Roberto Bartholo
é docente do Programa de Engenharia de Produção da
Coppe/UFRJ, onde chefia o LTDS (Laboratório de Tecnologia e
Desenvolvimento Social). É também coordenador do Espaço
Coppe Miguel de Simoni de Tecnologia e Desenvolvimento Humano.

Veja também

capa do livro

Meandros do Meio Ambiente I

Os recursos hídricos no direito, na política, nos centros urbanos e na agricultura

Carlos José Saldanha Machado

capa do livro

Sentidos do Trabalho Humano

Miguel de Simoni, presença inspiração

Marcelo Firpo Porto e Roberto Bartholo (org.)