capa do livro

O medo do crime no Brasil

Controle social e rebelião

Cristina Rauter

Prefácio
Vera Malaguti Batista

I Introdução.O dispositivo da criminalização e a despotencialização do coletivo

II Das engrenagens carcerárias à democracia da multidão

2.1 A solução prisional brasileira

2.2 Um povo de mudos e manetas

2.3 O simples e o complexo

2.4 A repulsa, o asco e o medo

III O medo e a vida coletiva na filosofia de Spinoza

3.1 Submissões alegres e tristes

3.2 Não há um grau zero de potência

3.3 Pensar e agir: é possível ultrapassar o medo e a submissão alegre?

3.4 A transitoriedade do medo: “barata pode ser um barato total”

3.5 A fraqueza do dispositivo da criminalização: o rei está nu

IV O comodismo contemporâneo e as múltiplas dependências

V Considerações finais. Outras razões para se ter medo

Referências

Veja também

capa do livro

A geografia trágica em Nietzsche

Carlos Alberto Franco da Silva

capa do livro

Espiritualidade, cura e pertencimento ao mundo

pensamentos e provocações

Mauro Bühler

capa do livro

Práticas religiosas afro-brasileiras e as Ciências Ambientais

Carlos José Saldanha Machado, Rodrigo Machado Vilani, Ramon Fiori Fernandes Sobreira

capa do livro

Psicanálise e pesquisas

Ciência? Arte? Contraciência?

Rogério Lustosa Bastos