capa do livro

Bruno Campanella e Carla Barros (orgs.)

Annette Markham
Professora associada da Universidade de Aarhus, na Dinamarca, e pesquisadora visitante do Microsoft Research Center New England. Sua pesquisa principal concentra-se em práticas éticas em pesquisa qualitativa na internet e em espaços mediados pela tecnologia. Seu livro Life online: Researching real experience in virtual space (1998) é considerado um estudo sociológico fundamental sobre a experiência da internet. Outros escritos relacionados com o método podem ser encontrados em: The Sage Handbook for Qualitative Research (Denzin e Lincoln, 2005, 3ª edição); Qualitative Research: Theory, Method, and Practice (Silverman, 2004); e periódicos como Qualitative Inquiry, The Information Society e Journal of Information Ethics. Annette recebeu seu PhD. pela Universidade de Purdue, EUA.

Beatriz Brandão Polivanov
Graduada em Letras pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), mestre e doutora em Comunicação pela Universidade Federal Fluminense (UFF), com pesquisa de pós-doutorado concluída com bolsa Capes pela mesma instituição. Professora do Departamento de Estudos Culturais e Mídia, bem como do PPGCOM da UFF. Foi também professora da ESPM SP até 2013, onde atuou como coordenadora e pesquisadora do ESPM Media Lab. Desde 2010 integra o Laboratório de Pesquisa em Cultura e Tecnologias da Comunicação (LabCult/UFF). Investiga temas relacionados a cultura digital e sites de redes sociais; consumo e identidade; cenas musicais; marketing e publicidade; materialidades da comunicação.

Bruno Campanella
Doutor em Comunicação e Cultura pela ECO/UFRJ (2010), mestre em Comunicação Transnacional e Mídia Global pelo Goldsmiths College, University of London (2002) e professor do PPGCOM e do Departamento de Estudos Culturais e Mídia, ambos da Universidade Federal Fluminense. Ganhador em 2011 do prêmio Compós de melhor tese de doutorado, é bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPQ – Nível 2, bolsista Jovem Cientista do Nosso Estado da Faperj, coordenador do GT Comunicação e Sociabilidade da Compós e coordenador do Núcleo de Estudos em Comunicação de Massa e Consumo (­Nemacs), grupo de pesquisa do CNPQ. Publicou o livro Os olhos do grande irmão: uma etnografia dos fãs do Big Brother Brasil, além de artigos e capítulos abordando, entre outras coisas, o fenômeno das celebridades; recepção e etnografia midiática; televisão; cultura fã; reality shows; e humanitarismo midiático.

Carla Barros
Doutora em Administração pelo Coppead/UFRJ, especializada em Antropologia Social pelo Museu Nacional/UFRJ e graduada em Ciências Sociais com concentração em Antropologia Social pelo IFCS/UFRJ. Professora do PPGCOM e do Departamento de Estudos Culturais e Mídia da Universidade Federal Fluminense. Colíder do Núcleo de Estudos em Comunicacão e Consumo (Nemacs), grupo de pesquisa do CNPq. Publicou o livro Cultura e experiência midiática, organizado em conjunto com Everardo Rocha e Claudia Pereira. Autora de diversos capítulos de livro e artigos em revistas acadêmicas a respeito de antropologia do consumo e da mídia, seu principal interesse de pesquisa. Dentro desse campo, tem realizado pesquisas sobre cultura material em ambientes digitais; consumo e mídia no contexto de grupos populares; recepção e etnografia midiática e consumo e hierarquia de classes, entre outras.

Christine Hine
Professora titular do Departamento de Sociologia da Universidade de Surrey. Foi presidente da Associação Europeia para o Estudo da Ciência e Tecnologia de 2004 a 2008. Autora de publicações sobre metodologia de pesquisas virtuais, com um foco particular na etnografia on-line, incluindo os livros Virtual Ethnography e, mais recentemente, Ethnography for the Internet. Sua pesquisa principal está centrada na sociologia da ciência e tecnologia, incluindo estudos etnográficos da cultura científica, tecnologia da informação e da internet. Também assumiu um papel de liderança na promoção da discussão de metodologias para a compreensão sociológica da internet.

Daniela Schmitz
Pós-doutoranda em Comunicação da UFRGS, bolsista PDJ-CNPq. Doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação também da UFRGS. Mestre em Ciências da Comunicação (2007) e graduada em Publicidade e Propaganda pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (2003). É membro do Núcleo de Pesquisa Comunicação e Práticas Culturais (UFRGS) e do Comitê Científico do Colóquio de Moda. Tem interesse em pesquisa nas áreas de recepção e cultura, moda, juventude, publicidade e identidade feminina.

Deborah Rodriguez Santos
Graduada em Comunicação Social pela Universidade de Havana, Cuba. Mestranda na linha de Estéticas e Tecnologias da Comunicação do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal Fluminense (UFF), com bolsa CNPq. Investiga temas relacionados a cibercultura, sites de redes sociais, performance e narrativas virtuais, integrando também o Laboratório de Pesquisa em Culturas e Tecnologias da Comunicação (LabCult/UFF) desde 2015.

Jair de Souza Ramos
Mestre em Antropologia Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1994), doutor em Antropologia Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2002) e pós-doutor pela École Normale Supérieure, seção Sciences Sociales, em Paris (2006). Atualmente é professor adjunto do Departamento de Sociologia da Universidade Federal Fluminense e participa das pós-graduações em Antropologia e Sociologia na mesma universidade. Tem pesquisas ligadas a diferentes temas, incluindo trabalhos que investigam a constituição de novas sociabilidades em redes virtuais.

Laura Graziela Gomes
Mestre em Antropologia Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (Museu Nacional, 1991) e doutora em Ciências Humanas (Antropologia) pela Universidade de São Paulo (1997), tendo realizado pós-doutorado em ­Paris-X, Nanterre (2000-2001) e na École des Hautes Études (GSPM, 2011-2012). É professora do Programa de Pós-Graduação em Antropologia (PPGA), coordenadora do Núcleo de Estudos da Modernidade (Nemo), pesquisadora associada do Instituto de Estudos Comparados em Administração Institucional de Conflitos (InEAC/INCT) e do LeMetro. Realiza pesquisa em várias áreas, incluindo antropologia da arte, imagem e comunicação, com os projetos em cultura digital nas interfaces 3D, mundos virtuais e games.

Nilda Jacks
Pós-doutora em Comunicação na University of Copenhagen (1999) e na Universidad Nacional de Colombia (2006). Doutora em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (1993). Tem licenciatura em Artes Plásticas pela Universidade Federal de Santa Maria (1975), assim como graduação em Comunicação Social (1978) e bacharelado em Arte Decorativa (1978) pela mesma universidade. Cursou mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (1987). Atualmente é professora associada da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq – Nível 1B. Investiga os seguintes temas: teoria da recepção, teoria da comunicação, identidade cultural, metodologia e recepção.

Raquel Recuero
Doutora em Comunicação e Informação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2006), mestre em Comunicação e Informação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2002), graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Católica de Pelotas (1998) e em Direito pela Universidade Federal de Pelotas (1999). Atualmente é professora e pesquisadora do curso de Comunicação Social (habilitações em Jornalismo e Publicidade e Propaganda) e do Programa de Pós-Graduação em Letras, com foco em Linguística Aplicada da Universidade Católica de Pelotas. É pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFRGS, além de membro do corpo editorial de diversos periódicos. Desenvolve pesquisas sobre redes sociais e comunidades virtuais na internet, conversação e fluxos de informação, data science e métodos de pesquisa para mídia social. Publicou diversas obras, incluindo o livro Métodos de Pesquisa para Internet, em parceria com Suely Fragoso e Adriana Amaral, A Conversação em Rede e Análise de Rede para Mídia Social, com Marco Bastos e Gabriela Zago.

Sandra Rubia da Silva
Mestre em Comunicação e Informação (UFRGS) e doutora em Antropologia Social (UFSC), com estágio de doutorado-sanduíche no University College London (UCL), instituição fundadora da University of London. A partir de uma abordagem antropológica, sua tese investiga as estratégias de apropriação e as práticas socioculturais relacionadas ao consumo de telefones celulares em periferias urbanas. Ganhadora da quarta edição do concurso Jóvenes Investigadores (2010), promovido pela rede Diálogo Regional Sobre la Sociedad de la Información (Dirsi), e contemplada com a bolsa de pesquisa Amy Mahan Young Researcher Fellowship in ICT Inclusion Policies pelo International Development Research Centre (IDRC), do Canadá. Atualmente é docente do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Santa Maria e está concluindo seu pós-doutorado pela ECO/UFRJ.

Veneza Mayora Ronsini
Mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (1993), doutora em Sociologia pela Universidade de São Paulo (2000), com bolsa-sanduíche (Capes) na University of California (1998) e pós-doutoramento na Nottingham Trent University (Inglaterra) como bolsa Capes. Professora no Departamento de Ciências da Comunicação e no Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da Universidade Federal de Santa Maria. Desde 2009 integra o Observatório Ibero-americano de Ficção Televisiva. Investiga os seguintes temas: recepção da telenovela; consumo e identidades juvenis; usos sociais da telenovela em mídias digitais; televisão, classe social e gênero.



Veja também

capa do livro

O Rio de Janeiro dos imigrantes

Páginas de uma cidade de muitos povos

Camila Escudero

capa do livro

Efeito e Recepção

A interpretação do processo receptivo em duas tradições de investigação sobre os media

Itania Maria Mota Gomes

capa do livro

Comunicação escrita

A busca do texto objetivo

Maria Clara Jorgewich Cohen

capa do livro

Aumenta que isso aí é Rock and Roll

Mídia, Gênero Musical e Identidade

Jeder Janotti Jr

capa do livro

Música, som e cultura digital

Perspectivas comunicacionais brasileiras

Simone Pereira de Sá, Beatriz Polivanov e Simone Evangelista

capa do livro

Reportagem Policial

Percepções e desafios no cotidiano jornalístico

José Amaral Argolo