capa do livro

Dos autos da cova rasa

A identificação de corpos não-identificados no Instituto Médico-Legal do Rio de Janeiro, 1942-1960

Letícia Carvalho de Mesquita Ferreira

  • Prefácio
  • Introdução Abram alguns cadáveres
    • Quando o Arquivo dá acesso aos arquivos
    • Quando o anonimato encontra o anonimato
    • Dissecando o texto
  • Capítulo 1 Identificando os não-identificados
    • Entre papéis e corpos
    • O homem desconhecido
    • Entre lápis e luvas cirúrgicas
    • O fim como começo
  • Capítulo 2 Os vários nomes do anonimato
    • Nacionalidade: Instituto Médico-Legal
    • Onde a Antropologia encontra a Antropologia
    • Entre corpos e nomes: o Instituto Médico-Legal do Rio de Janeiro
  • Capítulo 3 O saber de uns, a morte de outros
    • Corpos Liminares
    • Corpos Recusados
    • Corpos Conhecidos
    • Corpos Identificados
    • Corpos Indigentes
  • Considerações finais A quem serve a vala comum?
  • Referências bibliográficas
  • Anexo 1 Dos documentos
  • Anexo 2 Da legislação
  • Sobre a autora

Veja também

capa do livro

Pescadores do petróleo

Políticas ambientais e conflitos territoriais na Bacia de Campos, RJ

Deborah Bronz

capa do livro

O papel social do antropólogo

Aplicação do fazer antropológico e do conhecimento disciplinar nos debates públicos...

Eliane Cantarino O’Dwyer

capa do livro

A invenção da juventude violenta

Análise da elaboração de uma política pública

João Paulo Macedo e Castro

capa do livro

Obrando en autos, obrando en vidas

Formas y fórmulas de Protección Judicial en los tribunales Prevencionales de Menores de Córdoba...

María Gabriela Lugones

capa do livro

Fronteiras étnicas, fronteiras de Estado e imaginação da nação

Um estudo sobre a cooperação internacional norueguesa junto aos povos indígenas.

Maria Barroso Hoffmann